Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A vida da Carolina

A vida da Carolina

28
Jan18

Primeira semana de estágio

Carolina

Ufff... Acho que nunca fui tão rápida a abandonar um projecto. Bom "abandono"  também não. Mereço um pouco de crédito. Sim passou uma semana do meu primeiro post mas aqui estou a escrever de novo.

Podia dar alguma desculpa barata mas não esta é bastante cara. Segunda feira comecei o meu segundo estágio da faculdade. Que seca! A manhã começa logo cedinho com uma viagem de comboio e se alguém que me conhece sabe algo de mim é que odeio andar de comboio profundamente. É um ódio muito patológico. Não aguento. Des de ter de estar atento para não perder a tua paragem,  - coisa que já me aconteceu mais vezes das que o meu ego pode aguentar - a ter de cheirar pessoas que não devem tomar banho há semanas até aos preços abomináveis. Se andas de comboio para ir para o trabalho é óbvio que não tens 200€ para pagar um passe trimestral (e sim isto é um dato verídico, eu andei a investigar para este post). Para isso comprava um carro. A parte irónica de isto tudo é que estou a escrever este post no comboio...

Bom mas parvoíces de lado. Estou a fazer um estágio num programa de seguimento se casos de saúde mental. Sim, eu sei nome muito profissional. Mas não se preocupem, podem continuar a chamar-me por tu. O que acontece é que este tipo de asistencia é ambulatoria o que quer dizer que nós vamos ter com o paciente onde for que ele viva. E sim, acho que chegamos a mesma conclusão. Isto quer dizer... Muitas viagens de comboio não desejadas... Mas então porquê é que foste escolher este estágio? Resposta rápida? Porque sou idiota e não sei nada da vida.

A primeira semana foi dura. Não porque lidar com os pacientes foi duro nem nada de isso, até foi bastante fácil. Foi difícil pelo meu supervisor que, por falta de outras palavras mais finas, vou descrevê-lo como um grandessissimo otario. Ok, vou tentar manter isto family friendly mas vai ser difícil. 

Este idiota é um incompetente de primeira. No segundo dia fiquei completamente parva quando depois de passar menos de 8 horas comigo me disse que eu nunca teria uma relação terapeutica com um paciente pela minha "maneira de ser".

Espera aí... O que? Para pôr isto em perspectiva dizer isto a uma aluna de Terapia Ocupacional é como se a uma criança que está a tentar entrar na sub do Sporting o treinador lhe diz ao final do treino "É assim tu nunca vais marcar um golo na vida mas podes ficar no banco a ver os treinos".

Nesse primeiro momento fiquei parva. Sem palavras. Estás a dizer-me que por muito que eu tente não vou conseguir fazer o meu trabalho como deve ser? Estou a estudar para isto há 4 anos e agora tu, uma pessoa que não me conhece de nada, diz-me que eu nunca vou poder fazer algo imprescindivel para a minha futura profissão?

Não é esse o teu trabalho? Ensinar-me a partir do exemplo? Ok vamos dar um pouco de crédito a este analfabeto. Uma coisa ensinou-me. O que nunca dizer a uma pessoa que esteja em estágio. Tomei isso como uma meta pessoal. Depois do shock inicial de tristeza veio a raiva. O que é que este palerma sabe e quem é ele para me julgar desta maneira? Reconheço que a minha raiva foi diminuindo á medida que fui vendo que este estupor é um horrível profissional e que não faz o seu trabalho como deve de ser, mas na mesma não tem nada que andar a dizer estas coisas sem qualquer criterio. 

No entanto encontrei forças onde não as tinha para superar isto e fazer tudo o possível para provar que se enganava. É tudo parte da nova atitude de vida que falei no post anterior. Acabou-se a Carolina que cai na miséria cada vez que alguém lhe diz algo mau. Sou mais forte que isso.

Se alguém está a passar algo parecido em que alguém não acredita em vocês tomem este post como um empurrão de forças. Ninguém vos conhece melhor que vocês próprios e temos que dar mais crédito a capacidade do ser humano de tornar todo o impossível em possível porque no fim de contas nada está escrito. Somos nós os que desenhamos o nosso próprio destino.

Agora se não se importam vou vomitar o resto de frases parolas porque isto não é o Facebook nem eu sou um poster de inspiração.

Beijinhos e bem vindos a vida da Carolina. 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D